Arquivo da categoria: Geral

Leituras

Não estou atualizando como deveria

nesses meses ja li:

A garota das laranjas

Amos e masmorras I e II

Estou lendo a historia de sofia

Lí a deusa do mar e comecei a ler, Deusa da primavera

Entre outros.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Geral

Leitura atual

Acabei de ler a biografia de Arnald Schwarzenegger – A inacreditável história da minha vida (a dele, no  caso).

Narra a tragetória do fisiculturista/empreendedor/ator/político etc…

 

1 comentário

Arquivado em Geral

Leitura(s) Atual(is)

Clube das Mulheres contra o Crime

Série  do autor James Patterson.

Baixei no LÊ livros  (http://lelivros.blue/)

(http://lelivros.blue/?s=clube+das+mulheres+contra+o+crime)

Estou no 8º.

Deixe um comentário

Arquivado em Geral

Morrendo a cada dia…

Há alguns dias eu estava reorganizando uns papeis, espalhados em minha gaveta, e acabei encontrando uma agenda velha (de uns dois ou três anos atrás).  Folheando suas páginas encontrei, escritos, alguns pensamentos, poucos, nos quais externalizava minhas emoções ou desejos na época. Relendo-os hoje, me parecem pensamentos infantis, ou mesmo mesquinhos.

Essa não foi a primeira vez.  Esse sentimento também aparece quando vejo algumas fotos antigas, e imagino o que estava se passando em minha cabeça no momento daquela foto. Ou ainda às vezes, sinto vergonha das roupas usadas em determinada época.  Quem nunca passou por isso?

De certa forma, isto não é ruim, pois significa que estamos evoluindo, crescendo.

Penso que começamos a morrer no momento em que, ao olharmos nossas fotos ou escritos antigos, sentimos saudades daqueles tempos, dizendo: Isso sim que era vida! Nessa época que eu era gente! Como eu me divertia! Como era feliz!

Todos buscamos um ideal. Todos queremos a perfeição. Temos a perfeição como meta

A perfeição (como destino) não existe. A perfeição é um caminho a seguir. Deixamos de evoluir, de crescer, quando desacreditamos de nós mesmos e resolvemos voltar nesse caminho.

Nesse momento, começamos a “morrer”.

Por isso, sempre leia, estude, aprenda, ensine, treine, lute, não desista.

Coloque em sua vida metas alcançáveis, metas pequenas, nada muito grande de início, mas que no final, somados todos os esforços será uma obra monumental, algo para se orgulhar.

Aprenda uma palavra nova por dia. Seja em seu idioma ou num segundo ou terceiro idioma.

Conheça uma pessoa nova a cada dia.

Faça elogios.

Deixe um comentário

Arquivado em Geral

Redes de Computadores

Uma rede de computadores, é mais do que um ou mais computadores conectados entre si.

Hoje temos diversos dispositivos conectados, os quais conseguem trocar informação entre si, tais como, Pcs, notebooks, celulares, roteadores, impressoras, Switches, etc…  utilizando um mesmo protocolo, ou seja,se conversam usando o mesmo “idioma” entre si.

As redes se classificam conforme sua área de abrangencia:

LAN- Localárea network

MAN – Metropolitam Area Net Work

WAN – Wide Area Network

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Geral

Leitura Atual: Zygmunt Bauman e Tim May – Aprendendo a Pensar com a Sociologia

Zygmunt Bauman e Tim May – Aprendendo a Pensar com a Sociologia.epub

Comprei esse livro na net (Americanas, ou Submarino ou Saraiva, não lembro).  Antes que o livro chegasse resolvi procurar pelo primeiro capitulo em PDF (que geralmente é disponibilizado por algumas editoras) e acabei encontrando o livro completo(em e-pub).  Resultado: estou lendo ele às vezes no celular, outras vezes no table e outras  no note (como agora), mas nada de ler no papel. Adoro o cheiro do papel (tanto novinho, quando sai da loja, ou antigo, com cheiro de mofo, na estante)  e a textura e a “manuseabilidade’ e tudo o mais, mas tenho que confessar que me rendi (de vez) ao formato digital. Meu(s) próximo(s) livro(s) provavelmente será comprado no formato e-pub.   Vamos ver. Deixa eu terminar esse primeiro….

1 comentário

Arquivado em Geral

Tempo…

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.”

Fernando Teixeira de Andrade

 

Deixe um comentário

19, setembro, 2013 · 11:49 pm